As Taças de Som Terapêuticas

As taças de som fazem parte da cultura do Japão, China, Tailândia e das regiões do Himalaia, sendo que sua utilização em tempos remotos, ainda hoje é considerada um mistério…

A palavra “taça” foi escolhida por Ingrid Ortelbach, formadora e Dirigente da Academia Peter Hess Portugal, que usou esse termo para tentar traduzir a palavra alemã “klangschalen”. Mesmo não sendo uma palavra que mais se aproxima da descrição física do material, ela achou que “taça” seria a mais apropriada pela beleza e por também por remeter ao sagrado (Graal)… Os sons que elas emitem são cósmicos e sagrados e, é unânime que nos elevam ao Sagrado!

As taças de som fazem parte da cultura do Japão, China, Tailândia e das regiões do Himalaia, sendo que sua utilização em tempos remotos, ainda hoje é considerada um mistério. Sabe-se que serviam para guardar alimentos, para colocar oferendas aos Deuses, e dizem que eram utilizadas também pelos monges que ali habitavam, para fins curativos.

As formas e materiais utilizados nas taças variam de acordo com as regiões onde são feitas artesanalmente, podendo ter de 5 a 14 metais. Já a tradição dos 12 metais vem das regiões onde predominava o Budismo. Também é fato que a sabedoria ancestral dessa manufatura faz toda a diferença na qualidade da produção das taças de som.

Elas são produzidas, sobretudo no Butão, Nepal, Índia e Tibete e, hoje em dia, por causa do aumento da procura principalmente pelo ocidente, há poucas taças de som antigas de boa qualidade. Frequentemente encontram-se taças novas, mas não correspondem à liga de metais de que eram feitas as antigas, nem são fabricadas da forma tradicional.

Supõe-se que a manufatura das taças esteja ligada ao Xamanismo Bon que existia na era pré-Budista no Himalaia. Após inúmeras pesquisas sobre o material, em 1997, Peter Hess conseguiu reapresentar a manufatura tradicional das taças de som (a forja do ferro em brasa) na antiga composição de 12 metais, auxiliado pelo conhecimento e sabedoria de um homem de 94 anos que na sua juventude tinha aprendido esta arte com o seu pai.

A partir desse momento, a produção das novas taças de som terapêuticas Peter Hess passou a utilizar uma liga de bronze, onde predominam o cobre e o estanho, também o ferro, chumbo, mercúrio, zinco, ferro dos meteoritos do Himalaia, bismuto, pirita, brilho de chumbo e um pouco de ouro e prata. E, na fabricação de uma nova taça sempre é colocado um pouco de material de uma taça antiga.

Calcula-se que uma taça de som de 2 kg leva aproximadamente 32 horas para ser feita, com 5 a 6 homens forjando o ferro em brasa. Sabe-se também que um bom som depende de vários fatores, além da proporção exata dos metais, sendo também importante o seu tamanho, a forma e a espessura da borda, a partir do processo de forja.

Também influenciam no resultado obtido para uma boa taça de som o ambiente e as condições de trabalho das pessoas, o ritmo das batidas da forja, assim como a intenção que eles colocam na hora de fazer as taças.

Todos esses detalhes determinam o resultado final do som, que deve ser cheio e com muitos harmônicos, e da qualidade da vibração, que deve ser muito prolongada. Elas emitem vibrações de vários tons simultaneamente, mantendo a sonoridade, muitas vezes, por mais de 1 minuto, o que as torna um instrumento único. Quando prontas, as taças passam por testes de controle de qualidade que verificam suas propriedades para fins terapêuticos e são levadas para a Alemanha, onde acontece o último teste, que consiste em ouvir uma a uma para finalmente receber (ou não) o selo Peter Hess de Qualidade Terapêutica.

Peter Hess criou para a sua Massagem de Som vários tipos de taças com frequências específicas. As taças básicas para a Massagem de Som são:

  • TAÇA DO CORAÇÃO (corresponde às frequências da zona do coração e garganta); tem dois tamanhos: grande (aprox. 1,3kg) e pequena (aprox. 600gr)
  • TAÇA UNIVERSAL (corresponde às frequências dos membros e articulações); tem somente um tamanho (entre 900gr e 1kg)
  • TAÇA DA BACIA (corresponde às frequências da zona do abdômen superior, baixo ventre, quadris e costas); tem dois tamanhos: grande (entre 1,9kg e 2kg) e pequena (aprox. 1,5kg)

Quer saber mais? Entre em contato!

Share This